Fifa lamenta interrupção de jogo Brasil-Argentina e promete medidas disciplinares

 


A Fifa lamentou nesta segunda-feira (6) a interrupção da partida Brasil-Argentina com apenas cinco minutos de jogo, no domingo (5), com a intervneção da Anvisa. A federação prometeu uma “decisão disciplinar”.

A Fifa, responsável pelo jogo que valia uma qualificação para a Copa de 2022, disse lamentar “as cenas precedentes à suspensção” da partida, “que impediram milhões de torcedores de aproveitar de uma disputa entre dois das mais imprtantes nações do futebol no mundo”.

“Os primeiros relatórios oficiais do jogo foram enviados à Fifa. As informações serão analisadas pelos órgãos disciplinares competentes e uma decisão será tomada no tempo determinado”, acresentou a instituição.

Quarentena

Para surpresa geral, alguns minutos após o apito inicial, domingo em São Paulo, representantes da Anvisa e a Polícia Federal entraram em campo para acabar com a partida.Os argentinos tentaram negociar, mas a Anvisa acusou quatro jogadores da Albiceleste de clubes ingleses, de terem fornecido falsas informações em seus formulários de entrada no Brasil, omitindo o fato de terem passado pelo Reino Unido, nos 14 dias anteriores à chegada em solo brasileiro, escapando da quarentena obrigatória.

O presidente da Federação argentina de futebol negou que os jogadores Giovanni Lo Celso, Cristian Romero do Tottenham, Emiliano Martineze e Emiliano Buendia do Aston Villa, tivessem mentido.

A expectativa gerada pelo encontro era grande. O Brasil buscava uma revanche sobre a Argentina que venceu por 1-0 na final da Copa América, no Maracanã, valendo o primeiro título de Leonel Messi com sua seleção.

O Brasil está na frente nos jogos de qualificação para o mundial de 2022, com 21 pontos e sete vitórias em sete jogos, seguidos pela Argentina, com 15 pontos.

  • (Com informações da AFP)
  • Texto por: RFI