Palestras gratuitas: inscrições abertas para professores do Paraná

Depois de disponibilizar gratuitamente 840 exemplares da série Os Minúsculos para as Bibliotecas Públicas do Paraná, a mestre em Teoria Literária e mediadora de leitura Cléo Busatto abre as inscrições para a segunda etapa do projeto. A ação é patrocinada pela Lei Rouanet, com incentivo da Copel e apoio da Secretaria da Comunicação Social e da Cultura do Estado do Paraná.


Serão 18 palestras virtuais que acontecerão no mês de novembro destinadas a professores do Estado. Cada Núcleo de Ensino terá um encontro específico e direcionado. Cléo Busatto discutirá os objetivos e finalidades da leitura do texto literário e como realizar a mediação por meio das plataformas digitais.


As inscrições são gratuitas pelo site: cleobusatto.com.br/os-minusculos .

A palestra oferece certificação.


SOBRE CLÉO BUSATTO: mestre em Teoria Literária, mediadora de leitura, palestrante e autora de 29 obras que venderam aproximadamente 280 mil exemplares. Eles fazem parte de programas de leitura e catálogos internacionais, como o da Feira do Livro Infantil de Bolonha – Itália. Em 2016, A fofa do terceiro andar foi finalista ao Prêmio Jabuti, na categoria juvenil. Contou histórias para mais de 150 mil pessoas, no Brasil e exterior. Produziu e narrou histórias no meio digital, resultado de uma pesquisa que originou 5 mídias e 3 livros e, que foi o tema da sua dissertação de mestrado na UFSC.


SOBRE A SÉRIE: Em Os Minúsculos, Cléo Busatto apresenta aos jovens leitores duas criaturas minúsculas que acompanham o protagonista Gustavo em todo o lugar que ele vá. Eles representam, na verdade, dois lados do personagem no auge dos seus nove anos: ora raivoso, ora mais sonhador. Após conhecer “os-dois-de-mim” em O Encontro, primeiro livro da coleção, Gustavo passa a chamá-los de Bom Dia e Mau Dia. É a partir do diálogo com os Minúsculos que o garoto se conhece melhor e toma decisões mais ponderadas. Em cada um dos cinco volumes, a escritora mestre em Teoria Literária toca em assuntos urgentes, como preconceito racial, violência no esporte, trabalho infantil, abandono na infância, bullying escolar, preconceito social, relação familiar e a descoberta da paixão.