Hamilton e Mercedes no centro das atenções na volta da Fórmula 1

SPIELBERG, Áustria (Reuters) - A Fórmula 1 está voltando às pistas em circunstâncias diferentes, mas de maneira familiar, no Grande Prêmio da Áustria, que abre a temporada, e com o hexacampeão mundial Lewis Hamilton começando onde havia parado no ano passado.

Lewis Hamilton pilota sua Mercedes nos treinos para o GP na Áustria 03/07/2020 
Joe Klamar/Pool via REUTERS
O britânico e seu companheiro de equipe Valtteri Bottas responderam ao chamado “novo normal” resultante da pandemia de Covid-19 terminando em primeiro e segundo lugares nas duas sessões de treinos livres no começo mais tardio de temporada até hoje.

Hamilton, usando um capacete com os escritos “Black Lives Matter” em uma Mercedes estampada com “Acabe com o Racismo”, estabeleceu o melhor tempo de 1min04s304 após também ser o mais rápido do treino de abertura com o tempo de 1min04s816.

Bottas esteve 0s356 atrás na parte da manhã, mas diminuiu a diferença para 0s197 durante a tarde.
“É ótimo estar de volta. Faz muito tempo”, comentou Hamilton. “Estava parecendo bom lá for a hoje, mas você nunca pode dizer muito a partir de um treino.”

A Mercedes também esteve no centro das atenções após a Red Bull fazer um protesto oficial contra o novo sistema de direção de eixo duplo (DAS) da escuderia.

A prova do próximo domingo, a primeira de duas que acontecerão na Áustria em finais de semanas consecutivos, se tornou a estreia da temporada após o cancelamento forçado do GP da Austrália que aconteceria em 15 de março.