MANCHETES

audima

sexta-feira, 22 de novembro de 2019

Foz do Iguaçu sedia seminário sobre segurança na região de fronteira

O secretário de Estado da Segurança Pública, Rômulo Marinho Soares, participou, nesta quinta-feira (21) do VI Seminário Fronteiras do Brasil, que acontece até este sábado (23), em Foz do Iguaçu, com o tema “Desenvolvimento, Segurança e Integração. No evento, ele destacou a importância das ações conjuntas das forças de segurança para combater o crime organizado na região.




Para mim é uma honra participar deste seminário, um dos mais importantes do País, para que possamos discutir ações desenvolvidas na área de fronteira do Estado. Somente com a troca de boas práticas, ações conjuntas e de inteligência, poderemos combater o crime organizado nestas regiões e evitar que produtos ilícitos adentrem em nosso território””, afirmou o secretário.

Também foram debatidas questões relacionadas ao sistema penitenciário brasileiro. “Acompanho esse tema diariamente, de perto, tendo em vista que no Paraná temos 28 mil presos sob custódia do Departamento Penitenciário, subordinado à Secretaria da Segurança Pública, e temos também outros presos em delegacias da Polícia Civil”, Marinho Soares

A organização do evento é do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (Idesf), em parceria com a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste)”.

PROGRAMAÇÃO - Nesta sexta-feira, o evento inclui palestra do presidente do Idesf, Luciano Barros, sobre “O contrabando de defensivos agrícolas no Brasil”. Também será apresentado um estudo do Instituto Pandiá Calógeras sobre Fronteiras: integração e articulação para desenvolver e proteger.

No sábado, haverá uma programação fechada para alunos da pós-graduação em Gestão, Estratégia e Planejamento de Fronteiras. Além disso, será lançado o livro Gestão e Planejamento Estratégico de Fronteiras, juntamente com a apresentação do tema de pesquisa dos alunos da pós-graduação.

Serão cinco mesas com diferentes temas – economia, educação, logística e infraestrutura, saúde e segurança pública, esta última para uma análise da efetividade das políticas públicas para as fronteiras e sua eficiência no combater ao tráfico de armas.

Podermos discutir ações e metodologias utilizadas pelas forças policiais do Estado é essencial, já que nenhum projeto segue adiante sem que os membros se reúnam para debater e analisar os pontos fortes e fracos das ações desenvolvidas”, disse o secretário da Segurança Pública.

FRONTEIRA - O Paraná conta atualmente com 139 municípios na área de fronteira, que tem apresentado reduções expressivas nos índices de criminalidade. O número de homicídios dolosos caiu 11,2% no primeiro semestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano anterior.

A região também registrou queda de furtos e roubos de janeiro a outubro deste ano, em relação aos dez primeiros meses de 2018 – 13,84% e 18%, respectivamente. Os furtos e roubos de veículos também acompanharam a tendência de queda. De janeiro a outubro de 2019 houve 21% menos ocorrências de furtos de veículos e 27,6% menos roubos.

O secretário de Estado da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, participou, nesta quinta-feira (21) do VI Seminário Fronteiras do Brasil, que acontece até este sábado (23), em Foz do Iguaçu, com o tema “Desenvolvimento, Segurança e Integração. No evento, ele destacou a importância das ações conjuntas das forças de segurança para combater o crime organizado na região. Foto: Divulgação/SESP

PRESENÇAS – Também participaram da cerimônia de abertura do seminário o superintendente de Segurança Empresarial de Itaipu Binacional, coronel Alfredo Santos Taranto; o procurador do Ministério Público Federal Alexandre Collares Barbosa; o chefe da Agência Brasileira de Inteligência em Foz do Iguaçu, Luiz Felipe Midon de Mello; o diretor-executivo da Polícia Federal, Disney Rossetti; e o presidente do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras, Luciano Barros.