MANCHETES

audima

sábado, 26 de outubro de 2019

Dia da Saúde Bucal reforça importância de prevenção e cuidados



O cuidado com a região da boca reflete em todo o organismo. A saúde bucal tem relação com bactérias e outros microorganismos prejudiciais à saúde que podem acessar o organismo pela boca. “A Secretaria de Saúde desenvolve ações, programas e treinamentos para aprimorar e qualificar os atendimentos aos paranaenses. Cuidar da saúde bucal é uma das medidas para prevenir várias doenças”, alerta o secretário Beto Preto.Foto: Divulgação/SESA


O cuidado com a região da boca reflete em todo o organismo. A saúde bucal tem relação com bactérias e outros micro-organismos prejudiciais à saúde que podem acessar o organismo pela boca. “A Secretaria de Saúde desenvolve ações, programas e treinamentos para aprimorar e qualificar os atendimentos aos paranaenses. Cuidar da saúde bucal é uma das medidas para prevenir várias doenças”, alerta o secretário Beto Preto.


A data de atenção e prevenção à saúde bucal coincide também com o Dia do Cirurgião Dentista. De acordo com o Ministério da Saúde, somente o Paraná e Minas Gerais são considerados estados com Rede de Atenção à Saúde Bucal.

No Paraná há um conjunto de ações que envolvem o controle das doenças bucais, através da promoção, prevenção e limitação dos danos causados pelas doenças e reabilitação integral do paciente. A Rede está constituída nos 399 municípios paranaenses.

REDE DE ATENÇÃO - O coordenador da Saúde Bucal, Pedro Henrique Dias, explica que o Paraná é uma referência nacional na área. “A linha guia é replicada por diversos estados e somos consultados para mostrar a nossa forma de atuação na odontologia corretiva e na prevenção”.

A Rede de Atenção à Saúde Bucal da Secretaria da Saúde possui 1.271 equipes, por meio do programa Saúde da Família. São 51 Centros de Especialidades Odontológicas, 95 laboratórios regionais de Prótese Dentária, Centro Regional de Atendimento Integrado ao Deficiente e Centro de Atendimento Integral ao Fissurado Labiopalatal.

A ampliação e regionalização dos atendimentos de alta complexidade estão em estudo por meio do Planejamento Regional Integrado, que apontará as necessidades e prioridades da saúde no Estado.

ATUAÇÃO – A Secretaria da Saúde desenvolve programas como o bochecho com flúor nas escolas da rede pública de ensino para a prevenção da cárie. Somente essa ação impacta diretamente cerca de um milhão de crianças e adolescentes. A água fluoretada é um projeto já tradicional realizado em parceria com a Sanepar há mais de 60 anos no Estado. Atualmente 385 municípios já recebem abastecimento de água com flúor e até 2020 a previsão é ampliar para todas as cidades do Paraná.

Outra atividade desenvolvida pela Saúde é o incentivo aos cirurgiões dentistas para aperfeiçoamento profissional. No Encontro Paranaense de Administradores e Técnicos em Saúde Pública Odontológica (Epatespo), realizado este ano, 200 dentistas servidores da Saúde participaram de palestras, cursos ou com apresentação de trabalhos. Estão previstos para os próximos anos a teleodontologia, odontologia hospitalar e ampliação das áreas de atenção nos três níveis - primária, secundária e terciária.

ATIVIDADES – Cirurgiões-dentista da 7ª Regional de Saúde participaram de capacitação sobre Odontologia Hospitalar, no Hospital Regional do Sudoeste, em Francisco Beltrão. Os assuntos debatidos no dia 14 de outubro foram: os tipos de necessidades especiais, procedimentos realizados em âmbito hospitalar, tratamentos atuais, fluxo e protocolo de encaminhamentos, entre outros.
No dia 22 de outubro a coordenadoria de Promoção à Saúde Bucal promoveu uma videoconferência com a participação de representantes das 22 Regionais da Saúde. O tema apresentado foi a indicação adequada do flúor por profissionais da odontologia aos pacientes.
Nesta terça-feira (29), a partir das 9h, representantes da Secretaria da Saúde participarão da Audiência Pública sobre Saúde Bucal: Promoção, Conscientização e Prevenção no Estado do Paraná, realizada pela Assembleia Legislativa.