Navigation Menu

Saneamento rural da Sanepar é referência para Funasa


Representantes da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) estiveram nesta semana no Paraná para conhecer o programa de saneamento rural da Sanepar, que pode ser considerado referência devido aos resultados apresentados. Na foto, Equipe da Funasa em comunidade de Proantônio, em São Manoel - Foto: Divulgação Sanepar

ANPr

Representantes da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) conheceram o programa de saneamento rural da Sanepar, que pode ser considerado referência devido aos resultados apresentados. Os técnicos estiveram na sede da Companhia, em Curitiba, e também visitaram comunidades rurais de Piên e Mandirituba, na Região Metropolitana, de Cianorte e São Manoel do Paraná, no Noroeste do Estado, e de Marechal Cândido Rondon, na região Sudoeste.


Os profissionais Allyson Rodrigues Silva, Ana Barreto e Sergio Siebra explicaram que o objetivo das visitas técnicas é auxiliar o programa Sustentar, da Funasa, que promove a sustentabilidade por meio de ações de saneamento e de educação socioambiental.

O interesse pelo programa da Sanepar deve-se a características bem particulares, como a distância entre as propriedades, normalmente muito grande, o trabalho de educação socioambiental e a capacitação das pessoas das comunidades, que cuidam do sistema.

O programa da Funasa se aplica a municípios com menos de 50 mil habitantes. A Sanepar já implantou 2.217 sistemas de abastecimento rural no Paraná, beneficiando mais de 430 mil habitantes. Em 2019, estão em andamento obras em 95 comunidades rurais, com população estimada de mais de 24 mil pessoas. O programa é executado sempre em convênio com as prefeituras.

“Com esse programa, a Sanepar cumpre sua responsabilidade social de levar água tratada para famílias de pequenas propriedades rurais. Isso significa mais saúde e qualidade de vida para esses moradores”, afirma o diretor de Investimentos da Sanepar, Joel de Jesus Macedo.

POÇO FRIO – Uma das comunidades visitadas é a de Poço Frio, no município de Piên, onde está sendo concluída a ampliação do sistema de abastecimento que agora atende a 200 famílias. O técnico André Luis da Silva, da área de abastecimento rural da Gerência de Obras da Sanepar, disse que quando foi implantado o sistema, em 2002, havia 75 famílias moradoras que integram a associação de moradores que faz a gestão do empreendimento.

“São eles mesmos que cobram a tarifa e, com esses recursos, fazem a manutenção e perfuraram o poço novo. A mão de obra é da prefeitura, e a Sanepar forneceu a tubulação, além do apoio técnico”, afirma André.

Na comunidade de Aproantônio, no município de Cianorte, vivem 48 famílias rurais, que têm sistema de abastecimento implantado pela Sanepar. Há um poço artesiano, reservatório com capacidade para 10 mil litros e 2,6 km de rede de distribuição. O tratamento da água é feito com o uso de hipoclorito.

MAIS SAÚDE – Na Estrada Paraíso, em São Manoel do Paraná, 31 famílias são abastecidas pelo sistema rural. Morador da região há quase 50 anos, Josué Berto é o responsável pela gestão da unidade de abastecimento, implantada pela Sanepar em 2016. Ele conta que quando a comunidade surgiu, há 10 anos, havia um poço grande que abastecia todas as famílias. Com o aumento do número de moradores, o poço não atendia mais a demanda e as famílias passaram a ter poços individuais. “Mas a água não era muito boa e dava muita diarreia e verminose”, diz.

A Prefeitura de São Manoel e a Sanepar então fizeram parceria para a implantação de um novo poço, de bomba, reservatório e casa de tratamento. Conforme exigência da Sanepar, a comunidade formou uma associação de moradores para fazer a gestão do sistema de abastecimento. “Tivemos um dia de treinamento. Eu e mais dois cuidados do tratamento da água, instalamos hidrômetro e cobramos de cada família. Esse recurso paga a manutenção quando surge algum problema. E a Vigilância Sanitária do município uma vez por mês faz teste da água. Nunca mais tivemos problema de saúde por conta da água”, afirma Josué.