Navigation Menu

Lady Gaga incendeia público em aniversário de Stonewall

Lady Gaga no Metropolitan Museum os Art 06/05/2019 REUTERS/Andrew Kelly


NOVA YORK (Reuters) - Lady Gaga eletrizou as milhares de pessoas que se reuniram em Nova York nesta sexta-feira para celebrar o 50º aniversário do movimento pelos direitos dos LGBTQ, exortando a multidão a honrar o passado e usar seu “poder” para ampliar e defender meio século de avanços.

O encontro, parte de uma série de eventos de orgulho LGTBQ que ocorre em Nova York nesta semana, comemora a chamada revolta de Stonewall, ocorrida em 28 de junho de 1969.

Na manhã daquele dia, os donos de um bar gay no bairro de Greenwich Village, chamado Stonewall Inn, se revoltaram contra o abuso policial, dando início a dias seguidos de protestos nas ruas de Manhattan.

Para os historiadores, aquele ato de resistência alimentou um movimento global por direitos iguais para lésbicas, gays, transgêneros e outras pessoas com diferentes comportamentos.

Lady Gaga, cantora vencedora do Grammy cujo maior hit, “Born This Way”, se tornou um hino para os LGBTQ, incendiou a multidão, que começou a se reunir no parque e na praça em frente ao Stonewall nas primeiras horas desta sexta-feira.

Vestida com uma jaqueta com as cores do arco-íris e botas na altura das coxas, ela disse que Stonewall foi o momento em que o público LGBTQ disse “basta”.

“Eu posso não ser, para algumas pessoas, considerada uma parte dessa comunidade, mesmo que eu goste de garotas de vez em quando. Eu nunca irei denegrir a luta que vocês tem enfrentado”, disse ela ao público. “Vocês têm o poder. Vocês são tão, tão poderosos, e eu espero sentir esse poder hoje.”

O encontro, organizado pela organização NYC Pride, faz parte de uma programação de um mês que inclui, no domingo, o que os organizadores estão chamando de a maior parada de orgulho gay da história. Cerca de 150 mil participantes e milhões de espectadores são esperados. Estima-se que 4 milhões de pessoas visitem Nova York nesta semana.