Navigation Menu

Guaidó indica advogada para representar Venezuela no Brasil






BRASÍLIA (Reuters) - O autodeclarado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, apontou a advogada e professora María Teresa Belandria para ser sua representante diplomática no Brasil.

Belandria, especialista em direito econômico internacional, é professora da Universidade Central da Venezuela e coordenadora do partido de oposição Vente Venezuela, da líder oposicionista María Corina Machado.

Guaidó já havia indicado, na semana passada, representantes diplomáticos para os Estados Unidos, Colômbia e Argentina, entre outros países da região, mas ainda não havia nomes para o Brasil. Hoje, além de Belandria, foram indicados nomes para Guatemala e Paraguai.

Em sua conta no Twitter, a professora se disse honrada pela indicação e pela aprovação de seu nome pela Assembleia Nacional - a Casa, dominada pela oposição e chefiada por Guaidó, funciona como Congresso do chamado governo interino.

“Honrada pela designação que me conferiu o presidente Juan Guaidó como representante ante a República Federativa do Brasil. Agradecida pela aprovação da Assembleia Nacional. Um compromisso que assumo em defesa dos nossos interesses e da liberdade”, escreveu.

O governo de Nicolás Maduro ainda mantém a embaixada aberta em Brasília, mas sem embaixador desde dezembro de 2017. Na mesma época, ainda no governo de Michel Temer, o Brasil também retirou seu embaixador em Caracas. As suas embaixadas funcionam desde então com seus encarregados de negócios.