Navigation Menu

Tite renova com CBF para continuar na seleção até Copa do Catar




SÃO PAULO  - O técnico Tite renovou contrato com a Confederação Brasileira de Futebol para seguir no comando da seleção até o final da Copa do Mundo do Catar, em 2022, informou a CBF nesta quarta-feira.

Tite torna-se, assim, o primeiro técnico a continuar no Brasil após derrota em Mundial desde Cláudio Coutinho, na Copa de 1978. Telê Santana comandou o país em duas Copas seguidas, 1982 e 1986, mas no intervalo deixou a seleção.

Segundo Tite, o aprendizado dos últimos dois anos servirá como base para a próxima fase da seleção.

“A experiência desse primeiro ciclo estabeleceu uma relação de confiança entre todos, que vai se refletir no próximo passo”, disse Tite em comunicado no site da CBF.

“É um grande desafio e estamos felizes em enfrentá-lo, já com o foco voltado aos próximos jogos e competições”, acrescentou ele, que soma 26 partidas à frente do Brasil, com 20 vitórias, 4 empates e 2 derrotas.

Contratado em 2016 para recuperar a seleção, que naquela momento sofria com resultados ruins nas eliminatórias e na Copa América, Tite teve ótimos resultados logo no início e comandou o Brasil a uma classificação tranquila para o Mundial deste ano.

Na Rússia, porém, a seleção foi eliminada nas quartas de final ao perder para a Bélgica, numa competição em que o time ficou longe de brilhar, assim como seu maior astro, o atacante Neymar.

Os próximos compromissos da seleção serão dois amistosos em setembro, nos Estados Unidos, e no ano que vem terá a disputa da Copa América no Brasil.

Além de Tite, a CBF renovou contrato com o coordenador de seleções, Edu Gaspar, que elogiou a entidade por proporcionar à equipe “as condições necessárias para uma preparação de primeira linha em todos os momentos”.

O diretor executivo de gestão da CBF, Rogério Caboclo, que vai assumir a presidência em abril do próximo ano, destacou que a entidade “está investindo em um projeto de longo prazo”.

“Acreditamos que planejamento cuidadoso e execução criteriosa conduzirão o futebol brasileiro aos resultados que esperamos”, declarou Caboclo. “Ao longo dessa primeira fase na CBF eles demonstraram alinhamento a valores que acreditamos muito, como talento, competência e dedicação.”