Retomada econômica continua lenta e insuficiente, afirma IFI - Jornal de Ibaiti

Retomada econômica continua lenta e insuficiente, afirma IFI





Em seu mais recente Relatório de Acompanhamento Fiscal (RAF), divulgado nesta segunda-feira (9), a Instituição Fiscal Independente (IFI) mostra que a produção industrial em maio recuou 10,9% em relação ao mês anterior, configurando o pior desempenho desde dezembro de 2008.

Além disso, a dívida bruta do governo chegou a 77,05% do PIB, após seis meses de crescimento ininterrupto. Assim, diz a IFI, a retomada econômica continua lenta e insuficiente, mais ainda com os efeitos negativos da greve dos caminhoneiros.

O relatório também traz análise sobre o efeito fiscal da desvalorização do real frente a moedas estrangeiras, principalmente o dólar. Com a diminuição do valor da moeda brasileira, há aumento do valor da dívida externa, afetando estados e governo federal.

Diante deste cenário, a instituição avalia que a expansão do PIB em 2018 ficará mais próxima das estimativas pessimistas, não devendo passar de 1,9%.

O relatório mostra ainda uma perda de dinamismo da recuperação do mercado de trabalho , embora a taxa de desemprego continue em trajetória de queda. O índice atingiu 12,7% em maio, num total de 13,2 milhões de pessoas desocupadas (536 mil a menos que o observado em maio de 2017).

O RAF trata também de inflação e juros, mercado de crédito, necessidade de financiamento do setor público, indicador de prudência orçamentária, reservas internacionais e receitas por níveis de governo.

Compartilhe:

 
Copyright Editora MR 2007 © Jornal de Ibaiti. Designed by OddThemes