Alonso coloca Hamilton entre os grandes da Fórmula 1 - JORNAL DE IBAITI

Alonso coloca Hamilton entre os grandes da Fórmula 1

AUSTIN, Estados Unidos (Reuters) - Ex-companheiro de equipe de Lewis Hamilton, o espanhol Fernando Alonso colocou o britânico entre os grandes da Fórmula 1 nesta quinta-feira, dizendo que estava feliz em vê-lo próximo de conquistar seu quinto campeonato mundial.

A dupla compôs um quadro conflituoso de pilotos na McLaren em 2007, temporada de estreia de Hamilton, que terminou a campanha como vice-campeão à frente do espanhol bicampeão do mundo, que então deixou a equipe.

“Estou feliz por ele porque ele mostrou talento desde o primeiro dia”, disse Alonso a jornalistas no Grande Prêmio dos Estados Unidos, onde Hamilton pode confirmar o título se marcar oito pontos a mais que o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari.

“Ele conseguia vencer corridas quando o carro estava lá para vencer, mas também conseguia vencer em algumas temporadas quando o carro não estava na melhor forma, como em 2009”, disse.

“É impressionante — e agora é hora de aproveitar por ele, então estou feliz”, acrescentou o espanhol, que diz que vai se aposentar da categoria no final do ano. 

Hamilton irá se igualar ao argentino Juan Manuel Fangio se - como parece inevitável - conquistar o quinto título da carreira, e se tornará apenas o terceiro piloto a atingir a marca. O alemão Michael Schumacher detém o recorde de sete conquistas.

Perguntado sobre sua lista dos cinco maiores campeões mundiais da história, Alonso - reconhecido como um dos maiores de sua geração - modestamente não se incluiu.

“Provavelmente Michael, Fangio, Senna, Prost, Lewis, provavelmente este será o top five, provavelmente, são os que vêm à mente”, disse.

“Mas é difícil comparar épocas diferentes e maneiras diferentes de se vencer esses campeonatos.” 

“Lewis vencendo o quinto agora e se igualando a Fangio... é um grande feito e se alguém tinha que conseguir isso na nossa geração, fico feliz que seja Lewis, porque ele mostrou seu talento e mostrou seu comprometimento”, completou.

Hamilton, que venceu quatro corridas consecutivas e seis das últimas sete, se recusou a admitir que o título está ganho, mesmo com 67 pontos de vantagem em relação a Vettel, com quatro corridas - um total de 100 pontos - a serem disputadas.

“Como equipe, nenhum de nós está dizendo como seria legal se acontecesse nesse final de semana ou no próximo, não estamos nos focando no ‘se’. Estamos nos focando no que sabemos que conseguiremos entregar”, disse Hamilton. 

“Nós não podemos nunca ser complacentes na vida, quanto mais em um campeonato intenso como esse. Esperamos que a Ferrari lute com força neste final de semana, então não poderemos relaxar de jeito, nem de forma nenhuma”. 

CONVERSAÇÃO